sexta-feira, janeiro 21, 2005

Herói (2002)



Uma verdadeira obra de arte!
Finalmente vemos Jet Li novamente fazendo aquilo que sabe de melhor - épicos de espadachins chineses. Em "Herói", ele interpreta o lutador Sem Nome que é recebido pelo rei Qin após ter liquidado três dos maiores assassinos das sete nações que compunham a China primitiva. Céu, Espada Quebrada e Neve Voadora haviam se unido para matar Qin por causa de sua ânsia por conquistas.
"Herói" é simplesmente espetacular, com uma fotografia perfeita e uma história repleta de sutilezas e variações. Cada um dos flashbacks é retratado em cores diferentes, simbolizando aspectos emocionais diversos.
O diretor Zhang Yimou desenvolveu uma obra na qual todos os elementos estão intimamente vinculados, criando uma atmosfera de elevação espiritual e de harmonia tão prezada pela sabedoria chinesa. Fundindo com tamanha perfeição imagem, música e artes marciais, "Herói" pode ser considerado um dos filmes mais belos já realizado nos últimos anos. A atenção minuciosa aos detalhes, desde uma gota de chuva que gentilmente toca o solo até a flecha assassina que atravessa os telhados das casas, faz com que assistir o filme de Yimou torne-se uma experiência estética das mais profundas. É simplesmente inacreditável a estesia proporcionada pelas belíssimas cenas de luta, que de violentas não têm nada, comparáveis a um ballet preciso e sincronizado.
Transitando entre o limite da mitologia e da história, "Herói" é um destes filmes que devem ser contemplados como o ápice da expressão artística que são.

2 comentários:

Rafael Oliveira disse...

Henry, onde se viu o filme ??? To louco pra assistir ? Vc tem ele ? Pois não entrou em cartaz aqui no Brasil!!!

Rafael Oliveira disse...

Eu só vi o trailer...com certeza esse filme é muito bom!!! : )